Tratamento

 

TRANTORNOS MENTAIS, EMOCIONAIS E DO COMPORTAMENTO.

As doenças mentais, denominadas atualmente como transtornos mentais são entendidos como resultado de um distúrbio do desenvolvimento cerebral que ocorre em todas as fases da vida principalmente na infância e adolescência. Estudos indicam que é especialmente neste período que surgem os transtornos mentais quando o cérebro está se reorganizando. Estimativas indicam que entre 50% e 75% dos transtornos mentais tenham início na adolescência. Atualmente, os transtornos mentais – como depressão, ansiedade, esquizofrenia e transtorno afetivo bipolar – estão entre o conjunto de doenças crônicas que mais afetam a população na faixa etária de 10 a 24 anos no mundo.

 

No entanto, a falsa impressão de que os jovens são sempre saudáveis e o estigma das doenças mentais contribuem para retardar o diagnóstico e o início do tratamento, o que agrava o quadro do transtorno mental e leva a repercussões por toda a vida. Sabemos que existem fatores considerados de risco e potencializadores para o desenvolvimento de transtornos mentais, como o consumo de álcool, drogas e tabagismo e exposição a situações traumáticas. Outras situações também foram associadas como a exposição ao bullying, à violência física e sexual, fobias, depressão, ansiedade e estresse desencadeados por eventos traumáticos.Diante desse quadro, ações de prevenção e promoção à saúde mental têm sido indicadas por muitos especialistas e vêm modificando o paradigma da psiquiatria nos últimos anos.

 

O reconhecimento e intervenção precoce tem sido tema de diversos estudos por todo o mundo e demonstraram modificar o curso de doenças mentais crônicas. Hoje sabemos que identificar e intervir precocemente em transtornos mentais pode inibir ou retardar o desenvolvimento de uma evolução desfavorável, como um surto psicótico ou suicídio.

Psiquiatria & Psicologia - Granja Viana & Pinheiros